A nova modalidade de treinos em academia que vem ganhando cada dia mais adeptos é o HIIT ou High-intensity interval training. Ou O treinamento intervalado de alta intensidade. Essa modalidade promete queimar a gordura em um treino aeróbico rápido porém intenso. Grande parte dos adeptos a essa modalidade e mesmo os especialistas afirmam que ele apresenta muitos benefícios e é altamente eficaz, desde que feito da maneira adequada e supervisionada.

Treinos HIITSabe-se que o treino HIIT possui base cientifica comprovada de emagrecimento e queima de gordura. E isso acontece devido a intensidade elevada do treinamento. Entretanto, isso não significa que a pessoa tem que chegar na academia puxando carga máxima, ou treinar 8 horas por dia. Essa prática é considerada muito mais ampla do que se imagina e deve ser realizado com base em conhecimentos científicos e sob orientação de especialista na área.

Outro fator muito importante a respeito do treino HIIT, é que ele não é um método que tem uma sequência de exercícios pré-determinado. Na verdade ele segue os princípios do método tabata. No qual, o objetivo é realizar uma sessão curta, com exercícios na mais alta intensidade possível.

O grau de intensidade, dificuldade e dedicação ao treino HIIT, será proporcional aos resultados obtidos. Isso porque este método vem apresentando os mais eficientes para a queima de gordura.

O exercício aeróbico quando realizado em baixa intensidade não é considerado eficiente para o emagrecimento. Isso porque, não ocorre a aceleração do metabolismo para que a queima de gordura seja eficiente, dessa forma, a ciência tem comprovado que o treino HIIT, por serem mais intensos, são mais eficientes para aumentar o gasto calórico.

Por muito tempo acreditava- se que era preciso apenas calcular o gasto calórico durante a atividade física para se obter os resultados desejados. Entretanto, com a realização de diversos estudos, os pesquisadores concluíram que para se alcançar o gasto calórico auxiliando no processo de emagrecimento é preciso que haja a queima de gordura. Por essa razão esses estudos foram realizados. Com a finalidade comprovar que o gasto calórico total da atividade era muito mais importante que apenas o seu gasto durante a prática.

E por esse motivo, o treino HIIT ganhou maior força na prescrição dos treinamentos, adquirindo um espaço que era considerado predominantemente dos exercícios aeróbicos de baixa intensidade. E como resultado disso, hoje é muito comum as pessoas que tem como objetivo emagrecer, investirem em modalidades esportivas como o Crossfit ou nos aeróbicos de alta intensidade. Como é o caso do treino HIIT.

Como funciona o treino HIIT

De forma simplificada, o treino HIIT possui uma linha que precisa ser seguida. Entretanto, ela toma menos tempo é bastante dinâmico, principalmente pela determinação dos exercícios que serão realizados.

O treino HIIT é dividido em fases, e cada uma dessas fases tem um tempo específico que não necessariamente deve ser seguido à risca, mas é uma sugestão eficiente principalmente para aqueles que estão começando a praticar essa modalidade. Veja como deve ser cada uma das fases:

Treinos HIIT 2

Fase 1(1:4) Semanas 1 e 2

– Inicia-se com 15 segundos de exercícios em intensidade alta;

– Para o descanso ou o exercícios de baixa intensidade, como uma caminhada, realizar por 60 segundos;

Essa sequência pode ser repetida por mais 10 vezes, acompanhada de uma série de exercício com intensidade alta de 15 segundos, totalizando 14 minutos de exercícios.

Fase 2(1:2): Semanas 3-4

– Deve ser realizado por 30 segundos com exercício de intensidade elevada;

– Assim como na fase 1, o descanso ou um exercício de intensidade baixa deve ser realizado por 60 segundo;

Após repetir mais 10 vezes, é preciso fazer o exercício de explosão de alta intensidade por 30 segundos para finalizar. O tempo total utilizado durante o treino é de 17 minutos.

Fase 3 (1:1): Semanas 5 e 6

– Os exercícios de alta intensidade devem ser realizados em 30 segundos;

– O descanso ou com exercícios de baixa intensidade, precisa ser realizado por 30 segundos;

Essa série deve ser realizada por 18 vezes, acompanhada de um exercício de alta intensidade no final. Por 30 segundos, totalizando 18,5 minutos.

Fase 4 (2:1): Semanas 7 e 8

– Os exercícios de alta intensidade devem ser realizados em 30 segundos;

– O descanso ou com exercícios de baixa intensidade, precisa ser realizado por 15 segundos;

Repetir esta série 25 vezes, e para finalizar a série, realizar por uma explosão final de alta intensidade de 30 segundos, completando assim, 20 minutos de atividade física.

Esse modelo básico, é recomendado para pessoas que estão acostumadas a realização de atividade física. As pessoas que estão iniciando a prática dessa modalidade, ou ainda aquelas que são sedentárias, necessitam de um período de adaptação maior, para que possam ter condições de suportar um treinamento mais intenso.

Tipos de exercícios que podem ser realizados no Treino HIIT

Uma série de exercícios podem ser realizados pelos adeptos da modalidade de treinos HIIT. Entre eles pode-se citar: o ciclismo, corrida, pular corda, jump, entre outros.

Independentemente do tipo de exercício escolhido, é importante que se respeite ao máximo os períodos de alta intensidade e de descanso. Além disso, não é recomendado praticar apenas os treinos HIIT. Mas associá-los a treinamentos resistidos, pois dessa forma, pode-se evitar lesões e levar ao aumento da massa magra de maneira mais acelerada.

Como fazer o treino HIIT na esteira e na bicicleta?

Treinos HIIT 3

Quando se considera a prática do treino HIIT na esteira, o protocolo onde temos curtos picos de intensidade ou de descanso não é considerado. Mas vale ressaltar aqui que essa escolha é mais pela facilidade de se ficar ligando e desligando o aparelho, do que qualquer outra coisa. Dessa forma, o mais recomendado é que sejam realizadas séries mais longas e com alta intensidade. Como por exemplo, fazer 1 minuto de corrida de alta intensidade com 30 segundos de descanso.

Já no caso da bicicleta, há uma maior facilidade em realizar os exercícios em intensidades mais elevadas, seguindo protocolos específicos de treinos, como o tabata.

Ainda com relação ao treino HIIT com bicicleta, a intensidade não precisa estar relacionada com a velocidade de execução. Mas também com a carga utilizada durante o exercício, para que se elaborar um protocolo eficiente e otimizado para o treino HIIT em bicicletas. É importante, juntamente com o professor, elaborar uma metodologia e o estímulo a ser empregado.

Treino HIIT e redução do apetite

Além de ser considerado um excelente exercício para quem quer emagrecer, o HIIT ainda apresentou outros benefícios em estudos recentes. Os pesquisadores mostraram que a prática do treino HIIT tem efeito positivo com relação a inibição do apetite. E isso quando comparado a prática de exercícios aeróbicos de baixa intensidade.

Assim sendo, pode-se afirmar que a prática de treino HIIT só apresenta benefícios para quem pratica. Isso porque ele é altamente indicado para o emagrecimento. Devido sua ação na alteração do metabolismo do atleta ou do praticante de atividade física amador. Assim como essa modalidade tem efeito positivo no controle do apetite. Principalmente no que se refere a ingestão de doces e alimentos gordurosos.

Com a prática do treino HIIT regular e acompanhado de um profissional qualificado, juntamente com uma alimentação equilibrada e um descanso adequado. É possível reduzir a massa gorda e ganhar massa magra, além de manter a saúde em perfeitas condições.

Leave a comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.